Our Blog

Blog
 

Lições de preços

11 August on Blog, Editoriais  

Agora o presidente da Nintendo Satoru Iwata diz que a queda de preço do 3DS vem de uma lição aprendida com o GameCube. Acho que isto é um pouco irônico na verdade. Não porque ache que seja uma má decisão – pelo contrário: em minha opinião a flexibilidade na Nintendo em finalmente oferecer hardware com prejuízo como decisão estratégica é muito importante. Não é este o motivo.

Infelizmente, não encontro a citação original, mas Iwata tinha uma opinião bem interessante sobre redução de preços: ele reclamava da estratégia da concorrência de inflar os preços no lançamento e depois cortá-los rapidamente – que basicamente fazia com que os consumidores aprendessem a esperar.  Na verdade ele chegou a repetir isso agora, mas acho interessante que a Nintendo tem historicamente colocado os preços para que fossem sustentáveis alongo prazo: dê uma olhada em qualquer Mario, Zelda, Metroid etc e como mantém seus preços por meses, em alguns casos, até anos. Ora, a linha do Wii com desconto foi lançado apouco tempo atrás, agora que o console está nos seus últimos tempos.

Normalmente eu não falaria isto agora. Entretanto, há dois outros tópicos que Iwata mencionou que estão bastante relacionados: Manter a percepção do valor dos jogos (que também está relacionado à sua opinião no modelo da Apple de Dúzias de Apps a Preço de Banana) e o fato de ainda estarem planejando um Wii U caro.

“O valor do software de seus jogos não importa para eles”, disse Iwata sobre os produtores de celular.

Por que digo isto? Porque no fim das contas pode parecer uma opinião conflitante, mas não é: nós, como indústria, não podemos nos dar o luxo de deixar a percepção do valor dos jogos diminuir. Sim, é interessante ter um mercado casual que consome na base de impulsos, mas este modelo causará uma erosão contínua, aponto dos jogos não poderem se tornas mais simples – o que não é em si uma coisa errada, mas deve ser vista como um caminho alternativo. Devemos continuar a investir na qualidade de nossos produtos para que a indústria possa crescer e buscar novos horizontes.

Agora muitos de vocês podem levantar as mãos e dizer que o lançamento original do Wii contra o PS3 e o Xbox 360 iria de encontro a isso. Eu discordo. Ele ajudou a colher um novo público para jogos enquanto manteve os custos de produção sob controle durante a *ahem* Revolução. Agora é hora de colher tal benefício, ao mesmo tempo mantendo um controle responsável do hardware para que tudo continue. O motivo das letras maiúsculas é apenas para evitar outra corrida estilo Guerra Fria por gráficos melhores que podem aumentar os preços novamente. Do jeito que está, temos que lutar contra uma avalanche de DLCs de táticas de fábrica anti-revenda das distribuidoras.

Novamente, existem muitas variáveis desconhecidas sore o Wii U a esta altura para fazer qualquer tipo de previsão, mas confio nos sentimentos de Iwata sobre a indústria e em como move-la para frente. Sim, acho que o preço do 3DS foi um erro, mas um erro baseado mais em tradição do que em planejamento cuidadoso, e um erro que pode ser corrigido com o tempo. Vamos ter que esperar e ver o que acontece.

E que fique registrado… alguma coisa estão fazendo certo: New Super Mario Bros DS, um jogo de cinco anos atrás para uma plataforma obsolete, chegou a ser um dos dez mais vendidos nos EUA em julho de 2011. Só comentando...

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Author, freelance videogame journalist, cinematography major and a little insane.

Publicidade
Arquivos